Em 1989, Lobão queria Lula lá!

Lobão, querido, “quem te viu, quem te vê”, já diria o amigo do Vinicius.lobao-mst-lula-esquerda
Quem nasceu pelas anos 1990 e vê Lobão atualmente urrar contra tudo que seja levemente de esquerda, ficaria espantado com as aventuras do roqueiro nos anos 1980.
Rebelde, bem falante, progressista, preso por porte de drogas (chegou a cumprir pena em presídio, onde virou “xerife” de cela) e militante de esquerda.
Era um dos grandes contestadores da Nova República, acordão que levou o país de volta à democracia, via Tancredo, Sarney, PMDB e PFL.
Hoje, é um pastiche daquele inconformado e demolidor letrista.
Abaixo, trecho do livro “1989 – A Maior Eleição da História”, em que Lobão, em pleno dia de votação do segundo turno de 1989, aparece no programa Domingão do Faustão.
Naquele dia, o artista fez, ao vivo, uma apaixonada defesa da campanha petista, sendo logo eliminado por uma década das aparições na Rede Globo.
Acreditem, aconteceu: https://www.youtube.com/watch?v=LJ3seRSSc8g
“1989 – A Maior Eleição da História”, Páginas 125-126:

Estamos na tarde daquele domingo (de segundo turno da eleição presidencial de 1989) e Lobão entra ao vivo na programação global. Antes de mais nada, cobra das pessoas o fato de estarem ali e não votando. Lembra: “É até as 5 da tarde, tem que votar”. Em seguida, aumenta o tom: “sai daqui e vai correndo, vai votar sem medo de ser feliz, não é verdade?”. “Sem medo de ser feliz” era uma frase símbolo da campanha de Lula. Ao mesmo tempo, o roqueiro fazia o L, de Lula, com a mão esquerda.
O mais desconcertante ocorreu quando Lobão executou a música “Quem quer votar”. Neste momento, reelaborou o refrão, que era o título da música repetido várias vezes por um chamamento ao voto no PT. Ficou mais ou menos assim: “Quem vai votar / Quem vai votar ? É Lu-la-lá. Ao fim, grita: “Lula, sem medo de ser feliz, Lula!”
A banda que acompanhava o cantor ensaiou os primeiros acordes do jingle petista “olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”. Antes de encerrar, faz um aviso-provocação: “Sem medo de ser feliz, sem crime eleitoral, isso é apenas uma preferência nacional”.
A punição por crime não veio. O que veio foi uma ordem da direção da Globo que baniu o cantor por longos anos de todo e qualquer programa da rede. Mesmo sem a visibilidade global, Lobão sobreviveu, e hoje é um dos maiores adversários do modelo petista de governar.

Anúncios

Sobre Rodrigo de Aguiar Gomes

Historiador
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s